Acadêmicos de Engenharia de Pato Branco visitam o Aquário do Pantanal


Jessika Machado Categorias: Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul 569 visualizações

Alunos da Universidade Federal do Paraná vieram à Campo Grande exclusivamente para conhecer o empreendimento

Campo Grande (MS) – Na última semana, 27 acadêmicos do curso de Engenharia Civil da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Campus Pato Branco, enfrentaram uma viagem de ônibus de 14 horas especialmente para conhecer as obras do Aquário do Pantanal. A iniciativa de organizar uma visita técnica partiu do Centro Acadêmico do Curso após uma aluna campo-grandense contar sobre as potencialidades de aprendizado com a visitação.

Casal de acadêmicos responsáveis pela vinda do grupo

“Moro em Pato Branco, mas estava de férias na casa da minha mãe em Campo Grande, quando vimos que o tapume da obra havia sido retirado. Nos identificamos (eu e meu namorado) como acadêmicos de engenharia e perguntamos sobre a possibilidade de um grupo conhecer as instalações. Quando disseram que bastava formalizar, enviamos um ofício da Universidade pedindo autorização e já começamos a organizar a excursão”, contou Karen Franken.

A ‘propaganda’ foi tão boa que rapidamente grande parte dos alunos, do segundo ao oitavo semestre, se mobilizou para conseguir recursos para viabilizar o translado e hospedagem. A Universidade também concedeu apoio financeiro e no dia 6 de setembro, véspera do feriado da independência do Brasil, o grupo chegou na capital para a visitação antes que as obras recomecem  – uma vez que duas licitações já estão abertas.

“Era uma oportunidade única, de conhecer uma obra única”, destacou Sergio

“Era uma oportunidade única, de conhecer uma obra única, antes da fase final. E ao chegar aqui vimos que o Aquário é ainda maior e mais impressionante do que imaginamos. Poder ver toda essa variedade de materiais utilizados, como o concreto, os acrílicos e tirar dúvidas foi muito bom”, ressaltou o acadêmico e um dos organizadores da excursão, Sergio Dallagnol.

Os alunos fizeram o percurso completo da visitação, acompanhados dos engenheiros e arquitetos da equipe técnica, e puderam tirar dúvidas sobre materiais, estrutura e outras especificidades do empreendimento, além de serem aconselhados. “Aproveitem o período da faculdade para aprender, questionem e deem o melhor de si. Essa fase pode fazer muita diferença no futuro profissional de vocês”, recomendou o engenheiro Fernando Potrich, que foi estagiário no Aquário e agora faz parte da equipe técnica das obras, acompanhando as visitações.

A visita aguçou a vontade de ver a conclusão da obra: “Olhando de fora o Aquário não se percebe que é tão grande. Fiquei impressionado com o trabalho e cálculos aplicados na construção. Com certeza irei voltar quando estiver pronto”, destacou o acadêmico José Lucas Roza de Moraes.

Após a visita, os alunos conheceram o “Projeto Quarentena”, que abriga os peixes que serão transferidos paras os tanques após a conclusão do Aquário. O laboratório é administrado pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) em parceria com a  Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de MS (Fundect).

Jéssika Machado – Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra MS).

Fotos: Moisés Silva.