Atualização do G1 coloca Reinaldo Azambuja como 3° governador que mais cumpre promessas no Brasil


Bruno Chaves Categorias: Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul 308 visualizações

Levantamento “As promessas dos políticos” avalia o cumprimento dos compromissos assumidos pelos gestores durante campanha eleitoral

Campo Grande (MS) – Nova atualização do levantamento “As promessas dos políticos”, do site de notícias G1, coloca o governador Reinaldo Azambuja como o terceiro maior cumpridor de promessas no Brasil. O sul-mato-grossense subiu da 4ª para a 3ª posição entre os 27 governadores depois da revisão dos compromissos dos gestores do Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Piauí e São Paulo.

Na primeira publicação do levantamento, Reinaldo Azambuja tinha cumprido sete dos 24 compromissos assumidos. Após atualização, a quantidade subiu para oito. Foi acrescentada na lista dos compromissos realizados a criação do “Programa de Reforma e Ampliação”, cuja implantação está prevista para 2020, constando inclusive no orçamento do Governo do Estado e no Plano Plurianual 2020/2023.

A ferramenta classifica as promessas dos políticos nas categorias: “cumpriu”, “em parte”, “não cumpriu ainda” e “não avaliada”. Dos 24 compromissos assumidos por Reinaldo Azambuja na campanha eleitoral de 2018, oito foram totalmente cumpridos (33,33%), outros oito não foram cumpridos ainda (33,33%), sete foram realizados em parte (29,16%) e um não foi avaliado (4,18%). O governador tem até 2022 para executar todas as promessas.

Com a nova classificação, Reinaldo Azambuja está atrás apenas dos gestores do Espírito Santo, Renato Casagrande (44,11%) e Amazonas, Wilson Lima (43,90%). O  sul-mato-grossense se manteve à frente dos governantes do Ceará, Camilo Santana (31,57%); Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (30,76%); Sergipe, Belivaldo Chagas (25,92%); São Paulo, João Doria (24,32%); e Goiás, Ronaldo Caiado (23,80%).

Ranking mostra governadores que mais cumpriram promessas de campanha no primeiro ano de mandato

 

Confira abaixo as promessas do governador Reinaldo Azambuja

Cumpridas

  1. Fazer nova reforma administrativa com fusão de secretarias (MS diminuiu de 10 para nove as secretarias estaduais);
  2. Implementar programas de formação e capacitação permanente de servidores/as públicos/as em gênero, raça e etnia (Governo ampliou com servidores o debate de direitos civis, sociais e políticos, abordando a temática de gênero, raça e etnia);
  3. Implantar o novo marco regulatório da inovação em Mato Grosso do Sul  (MS criou uma política estadual de ciência, tecnologia e inovação);
  4. Aumentar o número de empregos formais no estado (foram 19.181 novas contratações de janeiro a novembro de 2019, conforme o Caged);
  5. Aumentar o número de escolas com tempo integral em MS (com 42 unidades em funcionamento, o aumento da rede de escolas em tempo integral será de 51% somente neste ano);
  6. Criar o Programa Substituição de Habitação Precária em terreno próprio (em execução através de convênio com os municípios, com 886 unidades);
  7. Criar o Programa de Reforma e Ampliação (implementação prevista para 2020, constando inclusive do orçamento e no Plano Plurianual 2020/2023);
  8. Implantar o Sistema Informatizado de Licenciamento Ambiental (O sistema, denominado e-Florestal, foi implantado no dia 5 de junho de 2019).

Cumpridas em parte

  1. Implantar novas unidades do ‘Fáceis’ e melhorar as existentes (Governo optou por melhorar a estrutura de atendimento nas unidades já existentes, com a realização do serviço de manutenção dos sistemas hidráulico e elétrico e a criação de uma unidade móvel para atender as demandas);
  2. Ampliar o Programa Lote Urbanizado em terreno do cidadão (Em 2019 houve a implementação de um projeto-piloto, executado de forma experimental, em um município: Amambai);
  3. Ampliar a estrutura portuária e o uso da hidrovia do Rio Paraguai (em andamento em Porto Murtinho com a instalação de dois novos portos e as construções da ponte sobre o Rio Paraguai e de um contorno viário para tirar o tráfego de caminhões do centro da cidade);
  4. Implantar o programa de pagamento por serviços ambientais (o Programa Estadual de Pagamento por Serviços Ambientais, criado em julho de 2019, foi regulamentado no início de dezembro e a implantação segue etapas); 
  5. Criar 947 novos leitos hospitalares (Em 2019, passaram a funcionar 5 novos leitos da UTI do Hospital Regional de Campo Grande. Até o final de 2020, a meta é entregar 648 novos leitos);
  6. Construir 3 novos presídios (Em novembro, foi entregue o Presídio Masculino do Complexo da Gameleira, em Campo Grande, com 603 vagas. Estão em construção um presídio masculino, com 603 vagas, e um feminino, com 407 vagas);
  7. Convocar mais de 1,2 mil aprovados em concurso e fazer novos chamamentos todo ano (Em 2019, 450 aprovados em concurso foram nomeados: 250 para carreira de apoio à educação básica e 200 agentes penitenciários. No início de 2020 assumem os 73 professores aprovados no último concurso público). 

 

Bruno Chaves, Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Reprodução