Campanha nacional alerta para os riscos da sonolência ao volante

  • Detran
  • 17/março/2017 1:28 pm
  • Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Campo Grande (MS) – Um acidente pode ser resultado de vários fatores preponderantes, inclusive do sono e cansaço. Pesquisa inédita sobre o sono da Academia Brasileira de Neurologia (ABN) aponta que quase 90% dos motoristas já sentiu sono ao volante e que, além disso, cerca de 20% de todos os acidentes de trânsito estão associados à sonolência.

Com o propósito de conscientizar todos os cidadãos, principalmente os condutores, sobre a importância de não dirigir com sono, a ABN está realizando neste mês – em alusão ao dia mundial do sono, que é comemorado em 21 de março – uma campanha nacional com o tema “Não dê carona ao sono!”.

Em âmbito nacional, a campanha será realizada de 17 de março a 09 de abril. Já em Campo Grande, as ações acontecerão em dois sábados, dia 18 e 25 de março, no Parque Belmar Fidalgo e na Praça Ary Coelho, respectivamente. Entre as ações previstas estão: atendimento à população, panfletagem e questionário, sempre das 08h às 11h.

Segundo a diretora de Educação de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS), Marlene Alves Nogueira Rondom, a campanha sobre sono e direção agrega com as ações continuas desenvolvidas pelo Detran.

“Ações de conscientização como essa são muito importantes, pois, além de somar com que desenvolvemos o ano todo, ressalta aos condutores a importância de dirigir em perfeito estado e evitar a combinação de cansaço e sonolência ao volante. Se cada vez mais tivermos o envolvimento de diversos segmentos, conseguiremos transformar o trânsito em um ambiente seguro”, avaliou Marlene.

Para identificar a sonolência ao volante, basta ficar atento aos seguintes sinais: bocejos ou piscadas frequentes; dificuldade em manter os olhos abertos; visão dupla ou borrada; dificuldade para manter a cabeça erguida; redução da concentração, pensamentos desconexos ou dificuldade de manter a mesma velocidade.

O neurologista, neurofisiologista e médico do sono, Dr. Marcilio Delmondes Gomes, explica qual é a melhor medida de prevenção ao sono na direção.

“A única maneira realmente preventiva é dormir suficientemente. A média geral da população é de 7 a 8 horas de sono de qualidade por noite. Se mesmo com o tempo adequado de sono a pessoa acordar com sensação de sono não reparador, e às vezes com irritabilidade, dor de cabeça, sonolenta e cansaço fora do normal durante o dia, deve então procurar consulta médica especializada para investigação de transtornos do sono”, disse Dr. Marcilio.

Outras informações sobre a campanha, dicas úteis, estatísticas e programação completa podem ser conferidas no site www.naodecaronaaosono.com.br. É válido ressaltar que a campanha acontece em parceria com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP) e Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Ana Letícia Gaúna – Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS)

 

Veja Também

Projeto Reintegra atende reeducandos por meio da telemedicina

Para garantir atendimento especializado, reeducandos que cumprem medida de segurança em unidades prisionais de Mato Grosso do Sul iniciaram as perícias por telemedicina. A medida começou em agosto e visa dar continuidade nos trabalhos, ao mesmo tempo, em que contribui na prevenção à proliferação da Covid-19, oferecendo maior segurança durante os atendimentos. Realizada por uma […]

Com Precoce MS, produtor rural melhora nutrição animal e valoriza produção

O programa Precoce MS completou quatro anos da sua restruturação em 2020. Para produtores rurais do Estado, a mudança trouxe um novo olhar, aumentou a bonificação, reforçou os pontos fortes da propriedade rural e resolveu alguns patamares que ainda precisavam de modificação para potencializar a produção pecuária. Este é o caso do produtor rural Ricardo […]

Em dez dias, 17 animais silvestres receberam atendimento da equipe do CRAS

Entre os dias 13 e 22 de setembro, 17 animais silvestres receberam atendimento da equipe de médicos veterinários do CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), na sede em Campo Grande e na unidade móvel destacada para o Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari e região. A maioria dos animais atendidos neste período sofreu […]

Últimas Notícias

Projeto Reintegra atende reeducandos por meio da telemedicina

Para garantir atendimento especializado, reeducandos que cumprem medida de segurança em unidades prisionais de Mato Grosso do Sul iniciaram as perícias por telemedicina. A medida começou em agosto e visa dar continuidade nos trabalhos, ao mesmo tempo, em que contribui na prevenção à proliferação da Covid-19, oferecendo maior segurança durante os atendimentos. Realizada por uma […]

Com Precoce MS, produtor rural melhora nutrição animal e valoriza produção

O programa Precoce MS completou quatro anos da sua restruturação em 2020. Para produtores rurais do Estado, a mudança trouxe um novo olhar, aumentou a bonificação, reforçou os pontos fortes da propriedade rural e resolveu alguns patamares que ainda precisavam de modificação para potencializar a produção pecuária. Este é o caso do produtor rural Ricardo […]

Em dez dias, 17 animais silvestres receberam atendimento da equipe do CRAS

Entre os dias 13 e 22 de setembro, 17 animais silvestres receberam atendimento da equipe de médicos veterinários do CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), na sede em Campo Grande e na unidade móvel destacada para o Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari e região. A maioria dos animais atendidos neste período sofreu […]