Com apoio do Governo, frigorífico de peixes fechado há 16 anos será reativado


bchaves@segov Categorias: Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul 559 visualizações

Campo Grande (MS) – Quando o frigorífico de peixes de Dois Irmãos de Buriti foi construído há 16 anos com recursos de emendas parlamentares, a promessa era de desenvolvimento e geração de emprego e renda na região. Mas a unidade não chegou a operar e ficou abandonada por quase duas décadas. Agora, Governo do Estado e Prefeitura se uniram para reativar a indústria e diversificar a atividade econômica de Mato Grosso do Sul.

Nesta quarta-feira (4.10) o governador Reinaldo Azambuja e o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar do Estado, Jaime Verruck, repassaram R$ 405,8 mil do Fundo Estadual de Apoio à Industrialização (FAI) para compra de maquinários para o frigorífico. O empreendimento é da prefeitura de Dois Irmãos, mas está concessionado à Indústria de Pescado Buriti.

Com o frigorífico em funcionamento, a expectativa do governador é impulsionar o desenvolvimento da piscicultura em Dois Irmãos do Buriti e no entorno. “A piscicultura é uma atividade econômica estritamente viável em Mato Grosso do Sul. Por isso é inconcebível que uma obra dessas esteja paralisada há 16 anos”, afirmou Reinaldo Azambuja. Para ele, outro destaque é a geração de emprego e renda.

“Vamos organizar esse sistema, pois não adianta ter frigorífico e não ter peixe. Vamos ter toda a cadeia funcionando: o produtor produzindo e o frigorífico abatendo, distribuindo e gerando renda. Para isso, está no cronograma da Agraer [Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural] a compra de equipamentos que vão auxiliar o pequeno produtor a escavar tanques de pescados”, completou.

A assinatura do convênio entre Governo e Prefeitura foi celebrada, nesta quarta-feira, na Governadoria.

Segundo o secretário Jaime Verruck, o Governo do Estado prepara uma estruturação técnica para expandir a piscicultura no local. “Hoje existe no município cerca de 100 hectares de lâmina de água de produção de peixe. Vamos desenvolver a atividade em Dois Irmãos com a Iagro [Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal], que trabalha o serviço de inspeção, e a Agraer, que desenvolve a estrutura para ampliarmos a produção”, falou.

Atualmente, 60% do pescado consumido em Mato Grosso do Sul vem de estados como Mato Grosso e Rondônia. Para o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini, o mercado interno pode ser conquistado pelo produtor local. “A Agraer vai fomentar em toda a região a produção de peixes. Vamos levar conhecimento, reunir pequenos produtores e mostrar que a piscicultura é lucrativa e um bom negócio”, explicou.

A organização do governo estadual para reativar a unidade de abate foi comemorada pelo prefeito de Dois Irmãos, Edilson Zandona de Souza. “Estamos felizes pela população da nossa cidade que terá um aquecimento na economia com essa força que o governador está nos dando. E o asfalto que liga Dois Irmãos ao frigorífico está em andamento, com investimentos de R$ 6 milhões, graças à parceria com o Governo do Estado”, lembrou.

Jonas Pereira, gerente da Indústria de Pescado Buriti.

Frigorífico

Com capacidade de abate de seis tonadas de pescado/dia, o frigorífico de peixes está instalado no assentamento Paulo Freire. De acordo com o gerente da Indústria de Pescado Buriti, Jonas Pereira, a expectativa é que o empreendimento inicie as atividades em fevereiro de 2018, gerando até 40 empregos diretos, além dos indiretos. “A princípio vamos processar pacu e pintado, com abate de uma tonelada/dia. Mas a meta é chegar a capacidade máxima”, ponderou.

Também participaram da cerimônia de assinatura de repasses do FAI o diretor-presidente da Iagro, Luciano Chiochetta; o deputado estadual, Beto Pereira; vereadores e secretários municipais de Dois Irmãos do Buriti; além de representantes da Indústria de Pescado Buriti e de servidores estaduais da Agraer e Iagro. Veja mais fotos.

Bruno Chaves – Subsecretaria de Comunicação (Subcom) e Kelly Ventorim – Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro)

Fotos: Chico Ribeiro