Em seu 1° ano após ser instituída por lei, campanha Agosto Lilás atinge quase 160 mil pessoas em MS


dburema Categorias: Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul 258 visualizações

Balanço foi apresentado pela subsecretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Luciana Azambuja, no gabinete do governador Reinaldo Azambuja.

Campo Grande (MS) – Em seu primeiro ano oficialmente inserida no calendário de eventos de Mato Grosso do Sul por força de lei, a campanha Agosto Lilás atingiu mais de 157,5 mil pessoas em 57 municípios do Estado. O balanço foi apresentado ao governador Reinaldo Azambuja na manhã desta segunda-feira (4.9), na Governadoria. O objetivo da campanha foi mobilizar a sociedade pelo fim da violência contra as mulheres e da violência sexual contra crianças e adolescentes.

Com o slogan “Violência contra a mulher é crime. Denuncie! ” o trabalho foi desenvolvido em parceria com prefeituras, Ministério Público, Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), União das Câmaras de Vereadores e entidades por todo o Estado. Foram feitas panfletagens em hospitais, terminais, órgãos públicos e no comércio. Também foram realizadas blitz educativas e ações nas escolas, igrejas, assentamentos e estabelecimentos prisionais.

“Estamos engajados nessa luta que é de toda a sociedade, com o governo dando a proteção necessária para que as mulheres vítimas de violência não se calem”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja, ao agradecer pelo empenho de todas as entidades envolvidas. Ele destacou a importância de campanhas educativas tanto para uma mudança de paradigma em relação à violência quanto para os agressores terem consciência de que há punição para esse tipo de crime.

Além da sanção da lei que incluiu a data no calendário oficial, o governo tem sido autor de uma série de ações voltadas ao fim da violência contra a mulher. Entre elas, inaugurou no mês passado a sede da Delegacia da Mulher em Dourados, por meio do Programa Obra Inacabada Zero.

Segundo a subsecretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Luciana Azambuja, a sanção da lei em dezembro do ano passado elevou a campanha a outro patamar, com mais parceiros envolvidos e um número muito maior de pessoas alcançadas, inclusive no interior do Estado. “Os números reforçam e reafirmam o compromisso do Governo do Estado na prevenção e enfrentamento à violência”, afirmou, sobre os resultados da campanha deste ano. 

Na Capital e em 44 municípios do interior, foram mais de 60 mil alunos beneficiados pelas palestras, número ainda maior quando forem incluídos os dados de outros 13 municípios participantes que ainda não enviaram os relatórios. Incluindo os demais segmentos da sociedade, os números chegam a 157.546 pessoas.

“Nossa campanha continua, já nos preparando para o próximo ano. Agradecemos a todas as parcerias e lembramos que todo dia é um dia lilás para nós que desejamos uma sociedade justa e igualitária, onde mulheres e meninas vivam sem violência”, concluiu.

Mobilização

Em 2016, as comemorações alusivas aos dez anos da Lei Maria da Penha resultaram em projeto de lei do deputado estadual professor Rinaldo para inserir a Campanha Agosto Lilás no calendário oficial do Estado, que foi aprovado por unanimidade pelos deputados. “A importância desse projeto foi tão grande que ele está sendo copiado por outros estados. Em Alagoas já foi sancionado”, afirmou o parlamentar.

Sancionado pelo governador Reinaldo Azambuja, ele se transformou na Lei nº 4.969/2016. Com a legislação, ficou instituída no calendário oficial do Estado a realização de ações de mobilização, palestras, encontros, debates, panfletagem e diversas ações contribuam para a conscientização em relação ao combate à violência contra a mulher. A lei também formalizou a realização do programa Maria da Penha vai à Escola, que inclui ações educativas com estudantes do ensino médio e toda a comunidade escolar sobre o tema. Veja mais fotos

Danúbia Burema – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Edemir Rodrigues