Governo aprova Plano Estadual de Agroecologia, Produção Orgânica e Extrativismo Sustentável


Karla Tatiane Categorias: Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul 122 visualizações

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) e em parceria com entidades do setor produtivo e instituições de pesquisa de Mato Grosso do Sul aprovou no primeiro dia de novembro, o Plano Estadual de Agroecologia, Produção Orgânica e Extrativismo Sustentável Orgânico – PLEAPO/MS.

O Plano foi apresentado ao secretário da Semagro, Jaime Verruck, ao superintendente de Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar, Rogério Beretta e aos integrantes da Comissão Estadual de Produção Orgânica – CPOrg-MS.

O documento foi elaborado por um grupo interinstitucional instituído em maio deste ano, composto por nove entidades, em atendimento à Lei Nº 5.279, de 6 de dezembro de 2018, que instituiu a Política Estadual de Agroecologia, Produção Orgânica e de Extrativismo Sustentável Orgânico em Mato Grosso do Sul.

Atualmente existe espaço para crescimento da produção orgânica. A demanda cresce 30% anualmente e há um grande espaço para expansão. Para isso, foi desenvolvido um plano estadual e um conjunto de ações, como a criação de uma rede de comercialização, a ampla capacitação dos assistentes técnicos para que eles possam oferecer a devida orientação voltada para a produção orgânica, seja ela de baixa, média ou grande escala da agricultura familiar.

O Plano traz um conjunto de atividades que passam pelo apoio à produção, capacitação técnica, criação de uma rede de comercialização e fomento à pesquisa para que a gente referencie o Mato Grosso do Sul na produção orgânica aproveitando essa grande expansão de mercado que ocorre todo mundo. Mato Grosso do Sul se posiciona definitivamente em uma das tendências do agro brasileiro, que é a questão da produção orgânica e do alimento saudável.

A publicação em Diário Oficial deverá ser feita nas próximas semanas.

Karla Tatiane – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)
Foto: Arquivo Subcom