Governo de MS terá participação na 14ª edição da Dinapec em 2019


Em seu 14º ano, a identidade visual da Feira renovou-se, com o intuito de "deixá-la mais moderna e atual, alinhada aos padrões da Embrapa..." Karla Tatiane Categorias: Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul 137 visualizações

Campo Grande (MS) – O lançamento oficial da Dinapec – Dinâmica Agropecuária 2019 será nesta sexta-feira (7.12), às 8h, na Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul). Os interessados em visitar os 32 hectares da Feira em grupos organizados ou individualmente já podem se preparar. A vitrine está localizada na avenida Rádio Maia, 830, zona rural, saída para Aquidauana, capital sul-mato-grossense. Informações pelo site.

Em 2019, o Governo de Mato Grosso do Sul terá participação, na 14ª edição da Dinapec, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), que fará o repasse de R$ 70 mil. Outra atuação do executivo estadual será através dos trabalhos de campo da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), expostos em forma de unidades demonstrativas – espaços destinados à apresentação de tecnologias ou boas práticas de cultivo que podem ser aplicadas em pequenas propriedades rurais.

Com data certa para acontecer, de 20 a 22 de fevereiro, a Dinapec é uma realização da Embrapa com o Sistema Famasul. Como ocorre todos os anos, o evento será promovido nos moldes de vitrine tecnológica, nas dependências da Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande.

Em seu 14º ano, a identidade visual da Feira renovou-se, com o intuito de “deixá-la mais moderna e atual, alinhada aos padrões da Embrapa, em cores e formas, facilitando a associação com à empresa”, afirma a chefe-adjunta de Transferência e Tecnologia da Unidade Gado de Corte, Thaís Basso, que lembra, ainda, que o evento que tradicionalmente é realizado em março, teve de ser adiantado devido às festividades do Carnaval.

As dinâmicas de 20 minutos, agrupadas em roteiros tecnológicos, permanecem.

Dentro da programação já são previstos alguns trabalhos de destaques tais como: lançamentos de aplicativos e obras técnico-científicas.

Segundo o secretário da Semagro, Jaime Verruck, o apoio do Governo do Estado, à Dinapec é o reconhecimento da importância estratégica desse alinhamento entre tecnologia e o setor produtivo. “Hoje, a sustentabilidade é base das nossas políticas de fomento à pecuária, como o ‘Precoce-MS’ e o ‘Carne Orgânica e Sustentável do Pantanal’. A busca de soluções de agro sustentável é o que a Dinapec traz aos nossos produtores e é o que a política pública de Mato Grosso do Sul tem estabelecido como diretriz”.

Para o próximo ano, com o mote “Soluções para o Agro Sustentável”, Thaís Basso destaca que haverá espaço para expositores, com o propósito de “agregar empresas de insumos, consultoria, máquinas e equipamentos. Uma inovação dentro da Dinapec. Desta forma, o produtor além de conhecer as tecnologias recentes desenvolvidas pela Embrapa e seus parceiros, terá a oportunidade de encontrar empresas relacionadas às soluções tecnológicas”.

Outra novidade será o uso da rede social Instagram como canal de divulgação. O perfil @dinapec_oficial foi ativado no mês de novembro, e segue com atualizações constantes. A ferramenta será mais uma linha de comunicação e interação com o público-alvo da Dinapec. Na pesquisa de satisfação feita, anualmente, durante a feira, o Instagram esteve entre os aplicativos adotados por produtores rurais, técnicos e acadêmicos.

Uma das atuações do executivo estadual será através dos trabalhos de campo da Agraer, expostos em forma de unidades demonstrativas.

“A Dinapec é reconhecida nacionalmente como principal evento de lançamento de novas tecnologias, em variedades de pastagens e em técnicas de manejo da pecuária de corte. Para 2019 essa linha permanece, trazendo as novidades que a Embrapa tem desenvolvido nesse sentido, de uma maneira muito clara para que o produtor possa absorver essas tecnologias”, observa Jaime Verruck.

As dinâmicas de 20 minutos, agrupadas em roteiros tecnológicos, permanecem. Sistemas integrados, manejo de pastagens e cultivares forrageiras, ovinocultura, melhoramento animal, produção de novilho precoce e agricultura familiar são assuntos confirmados, assim como, a oferta de oficinas gratuitas, com temas a definir.

Aline Lira – Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), com informações da Embrapa Gado de Corte

Fotos: Néia Maceno