Governo do Estado mantem incentivo fiscal para as indústrias de café


Lívia Machado Categorias: Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul 164 visualizações

O decreto que inclui o café torrado e moído na cesta básica, e mantém a alíquota do ICMS do produto em 7% foi prorrogado por mais um ano. O acordo entre governo, Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul – Fiems – e Associação das Indústrias de Café do Estado vai garantir a manutenção de pelo menos 800 empregos, além do preço acessível ao consumidor.

De acordo com Jaime Verruck, secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar a iniciativa é fundamental para manter a competitividade do produto.

As fábricas estão situadas em Campo Grande, Naviraí, Corumbá, Aquidauana, Sete Quedas, Cassilândia e Ivinhema e somam 18 no total.

Segundo o vice-presidente da Associação das Indústrias de Café, Nilton Luciano – que também é empresário do ramo -, muitas indústrias correriam o risco de fechar caso o incentivo não fosse renovado.

O encontro que reafirmou o compromisso de apoio ao empresariado foi realizado com a presença do governador Reinaldo Azambuja que reforçou a importância do diálogo com cada segmento para o fortalecimento do setor produtivo estadual.

O incentivo fiscal que mantém a redução da alíquota do ICMS do café de 17 para 7% entra em vigor até o próximo dia 30 de abril.

Lívia Machado – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)