MS 40 anos: destino presenteado pela natureza


daraujo@fundtur.ms Categorias: Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul 160 visualizações

Campo Grande (MS) – Estar em Mato Grosso do Sul é uma aventura. É se emocionar com a biodiversidade e deixar o corpo flutuar em águas cristalinas. É embarcar em uma comitiva e viver a lida do campo ao som do berrante. Se bem preferir, demore um pouquinho e observe o pôr do sol da Capital e suas áreas verdes, experimentando um lugar brasileiro ditado por uma mistura étnica inacreditável.

A cultura do homem pantaneiro. Foto: Atratur

Mato Grosso do Sul é terra do homem pantaneiro, dos povos indígenas, da gente da fronteira e de outros lugares do Brasil e do mundo. A localização desse Estado é privilegiada, já que está estrategicamente posicionado no Centro-Oeste do Brasil e faz fronteira com a Bolívia e o Paraguai.

Na mesa do sul-mato-grossense, pratos típicos das fazendas da região são servidos junto com o sobá trazido pelos japoneses e que ganhou pitadas regionais. Se tem churrasco, tem mandioca. E o pintado a urucum é o carro-chefe das infindáveis receitas de peixe do cardápio regional.

Templo dos Pilares, em Alcinópolis. Foto: Acervo Fundtur

A dança e a música são apenas algumas das manifestações trazidas pela fronteira e que foram incorporadas à identidade cultural. Do Paraguai, por exemplo, também veio o hábito diário de tomar o tereré, uma bebida gelada apropriada às temperaturas tropicais do lugar.

Na terra que abriga cerrado, mata atlântica e pantanal, destino presenteado pela natureza, cabe todo mundo, do mundo todo. Isto é Mato Grosso do Sul. E lá se vão 40 anos deste Estado que está no Coração do Brasil. Entre no site Visit MS e explore o seu melhor estado.

 

Débora Bordin – Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS)