Reinaldo Azambuja anuncia que edital para concurso da PM será publicado em março


Edital será publicado em março para contratação de 400 policiais e 200 bombeiros. dburema Categorias: Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul 6061 visualizações

Campo Grande (MS) – O governador Reinaldo Azambuja afirmou nesta terça-feira (27.2) que o edital do concurso público para Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar será publicado em março deste ano. Serão contratados 450 policiais e 200 bombeiros.

O Governo do Estado fez um planejamento para, todos os anos, abrir concursos públicos para PM e Bombeiros. A intenção é repor o efetivo gradativamente, garantindo a segurança da população de Mato Grosso do Sul. “Nós já fizemos concurso da Polícia Civil e estamos chamando os novos delegados e policiais civis. Também autorizamos o novo concurso da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Em março, publicaremos o edital do concurso. E nós fizemos o seguinte planejamento: vamos fazer concurso durante 10 anos ininterruptos com número fixo de policiais: 450 policiais militares e 200 bombeiros militares, todo ano”, afirmou, em entrevista à rádio Blink 102FM, na manhã de hoje.

Segurança nas fronteiras

Em entrevista à FM Cidade 97 no início da tarde, ele voltou a destacar a necessidade de o Governo Federal auxiliar o Estado a blindar as fronteiras para reduzir a criminalidade, inclusive, nos grandes centros. “Tenho cobrado reiteradamente, assinamos um manifesto com governadores de sete estados fronteiriços pedindo socorro federal, precisamos de ação porque a causa do problema está na fronteira. Diminuindo a entrada de armas e drogas reduziremos a influência do tráfico”, enfatizou.

Ele lembrou que em 2015, as apreensões de drogas feitas pelo Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e Polícia Rodoviária Estadual (PRE) foram de 227 toneladas de drogas, passando a 427 toneladas no ano passado. O Governo do Estado tem feito inúmeros investimentos em viaturas, armamentos e sistemas de comunicação para reforçar a segurança, o que já se refletiu na queda dos índices de criminalidade. “Mas não podemos cuidar só da fronteira e desguarnecer as cidades, não posso tirar do povo sul-mato-grossense para cobrir uma obrigação do Governo Federal”, pontuou.

Governador destacou a necessidade de o Governo Federal auxiliar MS a blindar as fronteiras para reduzir a criminalidade, inclusive, nos grandes centros.

Investimentos

Em relação aos investimentos estaduais feitos nos últimos três anos, o governador destacou o amplo projeto de regionalização da saúde, que inclui a construção de hospitais em Três Lagoas e Dourados, o término de uma obra de mais de 20 anos, o Hospital do Trauma da Capital, e finalização do Hospital do Câncer, a ampliação da Santa Casa de Corumbá, além de equipamentos em diversas unidades espalhadas pelo Estado.

Foram executadas ainda obras de drenagem, asfalto, recapeamento, melhorias rodoviárias e mais de 18 mil casas entregues e em construção na área da habitação, além de mais de 4 mil que serão anunciadas pelos próximos dias – destas, 1.238 que tiveram ordem de serviço assinada ontem na Capital.

“Em saneamento vamos elevar a 50% a mais a capacidade de coleta e tratamento de esgoto em relação ao que existia no início de 2015. E todos esses investimentos sem nenhum empréstimo. Isso é recurso do povo sul-mato-grossense, da transparência, da economia que fizemos”, disse o governador.

Ele lembrou que o cenário econômico exigiu medidas impopulares, mas que garantiram investimentos nos 79 municípios do Estado. “Soubemos superar a crise com muito trabalho, planejamento e organização e estamos fazendo as entregas que as pessoas esperam”, finalizou.

Paulo Fernandes e Danúbia Burema – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Chico Ribeiro