Segundo governador, alíquota do boi em pé cumpre papel para a estabilidade do mercado


Lívia Machado Categorias: Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul 44 visualizações

O incentivo concedido pelo Governo ao transporte do boi que estava vigente desde o dia primeiro de junho deste ano se encerrou neste mês de setembro. De acordo com o decreto publicado na época, no Diário Oficial do Estado, a alíquota do chamado boi em pé foi reduzida de 12% para 7% com o objetivo de desafogar o estoque parado em solo sul-mato-grossense.

Conforme balanço do governador Reinaldo Azambuja a medida cumpriu o seu papel.

Segundo Reinaldo Azambuja o período de três meses foi acertado juntos às federações e entidades do setor e não deve ser prorrogada. O governador justifica que agora que o boi não está mais parado no pasto, a atividade pode ser retomada, inclusive, com a expectativa de geração de novas vagas de trabalho em Mato Grosso do Sul com a retomada dos abates e a abertura de novas plantas frigoríficas.

O governador lembrou que a partir dessa semana, a cidade de Paranaíba conta com a reabertura do frigorífico Marfrig, e que outras plantas devem entrar em breve em operação no Estado.

Reinaldo Azambuja aliou o bom momento do setor também a retomada da confiança pós operação “Carne Fraca”.

No último trimestre o agronegócio cresceu 14%, um indicativo de que tem relação direta com a geração de empregos em Mato Grosso do Sul e no Brasil.

Lívia Machado – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)